Serviço de excelência para os pacientes
 
Hospital Mahatma Gandhi preocupado com o valor nutricional dos pacientes

thumbnail_20180419_175604.jpg

 
O serviço de Nutrição e Dietética do Hospital Psiquiátrico Mahatma Gandhi é composto por um quadro de 13 funcionárias (todas ajudantes de cozinha) e 1 nutricionista (Priscila Lopes Castellá), a qual supervisiona todas as atividades relacionadas ao serviço de alimentação, desde o preparo das refeições, atendendo todas as normas propostas pela Vigilância Sanitária e as Boas Práticas de Fabricação, sua distribuição, até o acompanhamento da evolução nutricional dos pacientes. A cozinha prepara refeições para 170 pacientes e cerca de 60 colaboradores. Diariamente é utilizado uma média de 40 kg de arroz, 14 kg de feijão, 30 kg de carne, fora os legumes, verduras e demais itens utilizados para uma refeição completa.
São oferecidas 5 refeições diárias aos pacientes, sendo divididas em: Café da Manhã, Almoço, Lanche da Tarde, Jantar e Ceia, que proporcionam bem estar e bom estado nutricional. Para os pacientes mais idosos e/ou debilitados (moradores), há o oferecimento de uma sexta refeição, entre o café da manhã e o almoço, caracterizado como Colação, afim de atender melhor às necessidades desse grupo.
 O cardápio, elaborado pela nutricionista, é variado e composto pelos principais grupos de alimentos: carboidratos, proteínas e fibras. As principais refeições, almoço e jantar, são compostas diariamente por arroz, feijão, verdura, legumes refogados e carnes vermelhas (bovina e suína) ou brancas (aves e peixes). “De acordo com estudos, cada vez mais se torna evidente a importância da alimentação no tratamento de doenças relacionadas à saúde mental. Vários nutrientes, como ômega 3, vitaminas do complexo B, vitamina D, Ferro, entre outros”, afirma a nutricionista Priscila Lopes Castellá, formada em 2004 pela UNIRP – Centro Universitário de Rio Preto, com especialização em Nutrição Clínica pelo GANEP – Beneficência Portuguesa de São Paulo.
 As bandejas são montadas pelas colaboradoras da cozinha com porções adequadas para cada tipo de paciente, assim como as repetições dos alimentos. Diariamente no almoço, são servidas sobremesas, entre elas doces e frutas da época, que complementam ainda mais o cardápio servido.